História da FCL

Conheça a Fundação Cásper Líbero, um incrível complexo de comunicação.

LINHA DO TEMPO

Conheça um pouco mais sobre a história de Cásper Líbero, da Fundação que mantém seu nome e legado, e os principais acontecimentos das unidades de negócio, desde sua criação até os dias atuais.

  • 13 de novembro, 2015

    Gazeta Esportiva inaugura nova fase

    Seguindo a estratégia de renovação de suas marcas, a Fundação inaugura uma nova fase para o portal Gazeta Esportiva, um dos principais legados de Cásper Líbero.

    As mudanças começam pelo novo logotipo, que adquiriu o formato de um estádio com uma saída, o que representa a cobertura extracampo, assim como sugere o slogan “Muito além dos 90 minutos”. No desenho final, é possível enxergar o G de Gazeta. O portal agora conta com uma ampla cobertura dos bastidores dos clubes, afim de atrair, cada vez mais, os apaixonados por esportes.

    GazetaEsportiva_RGB_Logotipo_SemStatement_Vertical

  • 9 de Julho, 2015

    Prova Ciclística 9 de Julho volta às ruas

     

    A Prova Ciclística 9 de Julho volta a ocupar as ruas da cidade de São Paulo. Instituída em 1932 pelo jornalista Cásper Líbero, patrono da Fundação, ela tem como objetivo homenagear a Revolução Constitucionalista ocorrida no estado de São Paulo.

    A primeira edição foi realizada em 1933. Em toda sua história, a prova deixou de ser realizada de 1941 a 1946 (época da Segunda Guerra Mundial), de 1952 a 1954 e de 1966 a 1968.

    logo_corrida_ciclistica2

    9dejulho

  • 10 de Agosto, 2014

    70 Anos da FCL

    fcl_70A Fundação Cásper Líbero completa 70 anos de existência, preservando sua memória e valorizando seus princípios, sempre de olho no futuro e nas inovações.

    Diversas festividades são realizadas, além de resgates históricos e projetos especiais, produzidos por diversas áreas internas da Fundação. Para ver algumas destas campanhas, acesse a página de Projetos Especiais aqui do site, ou clique aqui.

  • 25 de Junho, 2014

    Streaming no Twitter

    A TV Gazeta de São Paulo é a primeira emissora do Brasil a exibir sua programação em vídeo 24 horas no Twitter, em tempo real. Sempre que o link tvgazeta.com.br/aovivo for publicado na plataforma é disponibilizado um player para acesso direto à programação.

    Neste mesmo ano é criado o aplicativo para smartphones, Android e iOS. Para fazer o download, acesse aqui.

    TV-Gazeta-Twitter

  • 10 de Março, 2014

    TV Gazeta inaugura nova fase

    A TV Gazeta mudou de visual e passou a ter o slogan “mais perto de São Paulo”. Com nova logomarca, a emissora assumiu a proposta de fazer uma televisão voltada à capital paulista.

    Logo gazeta 2014 HR

  • 22 de Setembro, 2012

    90 Anos do Rádio

    No Teatro Cásper Líbero, a Fundação, através da Rádio Gazeta AM, com apoio da Faculdade, do Centro de Memória e da Gazeta Press, comemoram os 90 Anos do Rádio no Brasil.

    Foi transmitido ao vivo, simultaneamente, pela estação e pelo seu site na internet. A apresentação foi da apresentadora Regiani Ritter e Pedro Vaz. Foram homenageados profissionais do rádio como Inezita Barroso, Vida Alves, Salomão Ésper, Geraldo Nunes e Reynaldo Tavares.

    Ouça abaixo o áudio de introduziu a festividade, na voz de Regiani Ritter.

  • 1 de Agosto, 2012

    Memória Cásper

    É criado o Centro de Memória Cásper Líbero, denominado “Memória Cásper”. A nova unidade é responsável pela conservação da memória institucional da Fundação Cásper Líbero.

  • 1 de Junho, 2011

    TV Gazeta em HD

    A TV Gazeta renovou todo seu parque técnico, mudando todo seu formato de produção para HDTV. O primeiro programa a ser totalmente gravado em alta definição foi o “Todo Seu”, comandado por Ronnie Von.

    ronnie-von-hd

  • 2011

    Núcleo de Criação Cásper Líbero

    Foi criado no segundo semestre de 2011 o Núcleo de Criação, responsável por criar novas atrações da grade da TV Gazeta e buscar projetos diferentes para a televisão brasileira. A equipe tem como principais objetivos, ao mesmo tempo, trazer uma audiência jovem para a emissora e aumentar a integração entre a TV e a Faculdade Cásper Líbero.

  • 25 de Janeiro, 2010

    Gazeta 40 Anos

    A TV Gazeta comemora com grande festa suas quatro décadas de existência. Uma série de documentários (intitulados “Gazeta 40 Anos”) e de programas especiais é realizada, com direito a exposição sobre o tema e o lançamento do livro “Av. Paulista, 900 – A História da TV Gazeta”, de Elmo Francfort, no Teatro Gazeta.

  • 2 de Dezembro, 2007

    TV Gazeta digital

    A TV Gazeta passa oficialmente a transmitir seu sinal de televisão digital junto com as demais emissoras de São Paulo. É a primeira emissora do país a investir em tecnologia nacional, com transmissores totalmente brasileiros. Maria Lydia Flandoli abre as transmissões digitais com discurso sobre o caráter pioneiro de Cásper Líbero.

    maria-lydia-2010

  • 2002

    Rádio Universitária

    Com a criação do curso de Rádio e TV, na Faculdade Cásper Líbero, é intensificada a participação de alunos na produção dos programas da Rádio Gazeta AM – projeto que teve início no ano 2000.

  • 19 de Novembro, 2001

    Fim do Impresso – A Gazeta Esportiva

    Circula, pela última vez, o jornal A Gazeta Esportiva. A decisão é tomada em 24 de outubro, devido à crise financeira. Aos 54 anos, na edição número 27.162, o jornal sofre sua descontinuidade impressa e ganha espaço na mídia eletrônica. Todas as informações e serviços na área esportiva do jornal são transferidos para o portal Gazeta Esportiva.

    A partir deste dia, todas as notícias sobre os mais diversos esportes no Brasil e no mundo são veiculadas pelo site e atualizadas 24 horas por dia.

  • 1997

    Comemorações

    São comemorados os 50 anos da Faculdade Cásper Líbero, a primeira de comunicação do país. Foi lançado também o livro “Cásper – Pioneiro da Imprensa”, de José Benedito Silveira Peixoto, um dos últimos jornalistas vivos que o conheceram.

  • 1997

    Criação do caderno Gazeta Motor

    Criação do suplemento Motor, veiculado no jornal A Gazeta Esportiva. O caderno apresenta tabelas com os preços de veículos e entrevistas com personalidades exclusivas dos esportes motores.

  • 1987

    Inovação na TV Gazeta

    Surgiu na TV Gazeta uma nova forma de fazer televisão e jornalismo. Foi ao ar os diversos programas do “TV Mix”, atração comandada pelos jovens da Olhar Eletrônico, com direção de Fernando Meirelles inicialmente e depois por Tadeu Jungle. Macelo Tas, Condessa Giovana (Luís Henrique), Serginho Groisman, Astrid Fontenelle, Marcelo Mansfield, Giovanna Gold, Aline Sassahara são alguns dos que se destacaram na atração. Surgiram também os repórteres-abelha Rogério Gallo, Ana Muylaert, Alê Primo e muitos outros, comandados por Marco Antônio Coelho, diretor de jornalismo. Pouco tempo depois, apareceu também o talk-show “Paulista 900”, com Paula Dip.

    TV GAZETA: PROGRAMA TV MIX

  • 1 de Setembro, 1981

    Mulheres

    Após o término do programa “Clarice Amaral em Desfile”, já há dez anos no ar, a grade vespertina da TV Gazeta foi ocupada por uma nova atração: “Mulheres em Desfile”, com Ione Borges e Ângela Rodrigues Alves (que logo deu lugar à Claudete Troiano). Foi a origem do programa “Mulheres”.

  • 25 de Agosto, 1979

    Fim do jornal A Gazeta

    É publicada a última edição do jornal A Gazeta. Em meio a uma crise financeira, seguida pelos baixos números de tiragem, o jornal torna-se um suplemento de A Gazeta Esportiva, constituindo um corpo só.

  • 2 de Abril, 1975

    Gazeta inaugura TV em cores na Argentina

    A TV Gazeta, em nome do Governo Federal Brasileiro e do Argentino, é responsável pela implantação da televisão em cores da Argentina. É transmitido, na íntegra, o Festival de Folclore da OTI (Organización de la Television Ibero-Americana), através da estatal TV Belgrano / ATC, canal 7 de Buenos Aires.

    Direto do Teatro Colón, a transmissão em cores foi coordenada pelo diretor-adjunto da TV Gazeta, Luiz Francfort, com apoio de toda equipe do canal 11 de São Paulo.

  • 31 de Março, 1972

    Estreia oficial da TV colorida

    A equipe da TV Gazeta, em Brasília, grava com seus equipamentos o discurso de abertura das transmissões oficias da TV em cores, com o presidente Médici e o Ministro das Comunicações, Higino Corsetti. A equipe foi liderada pelo diretor-geral da Rádio e TV Gazeta, Marco Aurélio Rodrigues da Costa.

  • 30 de Março, 1972

    Fórmula 1 na TV Gazeta

    A TV Gazeta, que possuía os equipamentos coloridos mais avançados do Brasil, produz e transmite a primeira Fórmula 1 no país, no Autódromo de Interlagos. É também a primeira gravada em cores. A corrida, que teve como campeão Emerson Fittipaldi, foi retransmitida para todo Brasil numa parceria com a Rede Globo.

  • 14 de Março, 1972

    “Vida em Movimento” em cores

    vida_alves“Vida em Movimento” (TV Gazeta), com Vida Alves, passa a ser o primeiro programa brasileiro apresentado regularmente em cores, após autorização especial do Ministério das Comunicações para tal façanha. A TV colorida só chegou semanas depois ao Brasil.

     

  • 23 de Junho, 1970

    Recorde de A Gazeta Esportiva

    A edição de A Gazeta Esportiva bate o seu recorde de tiragem: 534.530 exemplares vendidos em um único dia.

    teste

  • 25 de Janeiro, 1970

    Nasce a TV Gazeta

    O canal 11 de São Paulo estreia com uma programação eclética. O locutor Honoré Rodrigues narra discurso inaugural enaltecendo Cásper Líbero e a Fundação. No ar, ao falar das conquistas, mostram imagens da Apollo 11, de 1969, pousando na Lua – por conta de terem sido duas grandes conquistas com o número 11, o mesmo do novo canal paulistano.

    Conheça os detalhes da história da TV Gazeta clicando aqui.

    Logo gazeta 1970 HR

  • 1966

    Transferência para Av. Paulista

    Progressivamente são transferidas as instalações da Fundação Cásper Líbero para o novo Edifício Gazeta, na Avenida Paulista, 900. Surgem também novas unidades de negócio, como o Cine Gazeta.

    Edifício Gazeta

  • 1963

    Esporte na Gazeta AM

    A Rádio Gazeta AM mudou seu perfil de programação voltando-se totalmente para área esportiva. É desta época o programa de maior sucesso do rádio paulista neste período: “Disparada no Esporte”, com Roberto Petri, Milton Peruzzi, Peirão de Castro, Zé Italiano e muitos outros.

  • 1958

    Edifício Gazeta

    O Conselho Curador, corpo deliberativo da Fundação Cásper Líbero (criado a pedido de Cásper, que exclamou esta vontade em seu testamento), decide construir um prédio na avenida Paulista para atender as necessidades dos jornais.

    FUNDAÇÃO CÁSPER LÍBERO: EDIFÍCIO GAZETA

  • 16 de Maio, 1956

    50 anos de “A Gazeta”

    São comemorados os 50 anos do jornal “A Gazeta”, com grande festa.

  • 1954

    Memórias casperianas

    capa-48anos-a-gazetaEm homenagem ao IV Centenário de São Paulo, o ex-diretor Miguel Arco e Flexa escreveu a obra memorialística “48 Anos de ‘A Gazeta’”, onde ele conta sobre seus 48 anos a serviço do jornal. Miguel fala sobre sua rotina de trabalho quando entrou no jornal, em 1906 e sobre os antigos donos do jornal. Ele narra também a entrada de Cásper Líbero para a direção do periódico, e seu posterior sucesso frente à empresa.

  • 1 de Setembro, 1953

    A Gazeta Esportiva Ilustrada

    Cria-se a revista A Gazeta Esportiva Ilustrada, vendida separadamente dos demais veículos.

  • 1948

    A Gazeta Juvenil

    Surge o suplemento A Gazeta Juvenil, no qual eram publicados textos destinados ao público jovem.

  • 10 de Outubro, 1947

    A Gazeta Esportiva torna-se independente

    A Gazeta Esportiva, que anteriormente era um suplemento de A Gazeta, torna-se um jornal independente. Nasceu, desta forma, o primeiro jornal a se dedicar inteiramente à divulgação de informações sobre todas as modalidades esportivas, firmando-se como o “mais completo jornal de esportes do país”.

  • 16 de Maio, 1947

    Criação da Faculdade Cásper Líbero

    Também seguindo o texto testamentário de Cásper, a Fundação cria a primeira escola de jornalismo do país, a atual Faculdade Cásper Líbero, no 41º aniversário de “A Gazeta”.

    A GAZETA

  • 10 de Agosto, 1944

    Nasce a Fundação Cásper Líbero

    fclPor desejo em testamento, Cásper Líbero pede que seus bens sejam transformados em Fundação. Um ano após sua morte nasce a Fundação Cásper Líbero, que passa a ser a mantenedora das empresas como “A Gazeta” e “Rádio Gazeta AM”. Seu primeiro presidente foi o Dr. Nelson Líbero, irmão mais velho de Cásper.

  • 27 de Agosto, 1943

    Morte de Cásper Líbero

    Cásper Libero morre em um acidente de avião aos 54 anos de idade. Ao realizar uma viagem rotineira ao Rio de Janeiro, o avião cai na Baía de Guanabara. O Arcebispo de São Paulo Dom José Gaspar também estava no voo.

    Ele não tinha herdeiros: não era casado e seus dois irmãos não necessitavam de seus recursos. Em testamento, cuidou para que suas obras tivessem continuidade, determinando a criação de uma fundação que administrasse todo o seu patrimônio. Ele acreditava na construção de uma sociedade mais justa e desenvolvida, utilizando para isso educação de qualidade e meios de comunicação.

    Cásper encontra-se sepultado no Obelisco de São Paulo, onde repousam os restos mortais dos heróis da Revolução de 32.

    00402670

  • 15 de Março, 1943

    PRA-6 Rádio Gazeta

    É inaugurada a PRA-6 Rádio Gazeta, a “Emissora de Elite”, com grandes nomes da música lírica brasileira.

    Ouça o discurso de Cásper Líbero na ocasião da inauguração da Rádio Gazeta:

  • 1942

    Brazil Gets the News

    Em 1942, por orientação do Governo Federal dos Estados Unidos, o U.S. Office Inter-American Affairs (Escritório de Assuntos Interamericanos) produziu um vídeo enaltecendo a imprensa brasileira e escolheu como exemplo a estrutura de “A Gazeta”. Naquele ano o Brasil estava prestes a mudar de lado na II Guerra Mundial. Getúlio Vargas deixava de lado o apoio à Hitler e fazia o país aderir o bloco dos Aliados (Estados Unidos, União Soviética e Reino Unido). A função do documentário era seduzir, divulgar e atrair os brasileiros para o lado dos Estados Unidos. O filme, remasterizado recentemente por eles, possui alguns erros de português, gerados no processo da tradução do setor norte-americano. É um verdadeiro registro dos áureos tempo de Cásper Líbero (que também aparece no documentário) e de “A Gazeta”, no seu referenciado “Palácio da Imprensa”.

  • 1941

    Esporte e Magazine

    O caderno A Gazeta Esportiva passa a ser veiculado duas vezes por semana. Aos sábados, noticia as principais realizações no campo esportivo. Às segundas, apresenta um quadro completo sobre os resultados dos campeonatos esportivos e comentários referentes a eles.

    Neste mesmo ano é criado o suplemento A Gazeta Magazine, que conta com a colaboração de escritores paulistas e de outros estados na produção de matérias literárias e históricas.

  • 3 de Novembro, 1939

    Novo prédio do jornal

    É inaugurado o novo prédio do jornal “A Gazeta”, na rua Conceição. Com oito andares, o local conta com um parque gráfico, arquivo, auditório, centro de debates e restaurante.

  • 1938

    A Gazeta Esportiva

    O nome A Gazeta Esportiva aparece, pela primeira vez, ao lado do logotipo do jornal A Gazeta. O suplemento esportivo é publicado em três cores.

  • 1935

    Jornal de maior tiragem

    A tiragem de A Gazeta atinge os cem mil exemplares diários, e se torna o jornal impresso de maior tiragem na época.

  • 1934

    Jornal Falado

    “A Gazeta” inova levando ao ar, pela Rádio Cruzeiro do Sul, o “Grande Jornal Falado de ‘A Gazeta’”, com apresentação de Gumercindo Fleury, que lê e propaga as notícias da publicação do dia.

  • 9 de julho, 1933

    Nasce a “Corrida Ciclística 9 de Julho”

    A Prova Ciclística 9 de Julho é uma competição de ciclismo disputada na cidade de São Paulo. Instituída em 1932 pelo jornalista Cásper Líbero, patrono da Fundação Cásper Líbero, o evento homenageia a Revolução Constitucionalista, ocorrida no estado. A primeira edição da corrida foi realizada em 1933.

    Logo no início, a 9 de Julho tornou-se uma das provas mais importantes do Brasil. A participação foi restrita a atletas de maior categoria e convidados de outros estados, garantindo, assim, sua competitividade. Em toda sua história, a Prova deixou de ser realizada de 1941 a 1946 (época da Segunda Guerra Mundial), de 1952 a 1954 e de 1966 a 1968.

    As mulheres passaram a competir a partir de 1985.

    HISTÓRIA PROVA CICLÍSTICA 9 DE JULHO

  • 1930

    Cores e Revoltas

    Surge A Gazeta em Rotogravura, o primeiro suplemento a cores editado no Brasil. Neste mesmo ano a redação do jornal, na rua Líbero Badaró, é invadida, incendiada e destruída. A revolta foi realizada por getulistas que se rebelaram contra o apoio de A Gazeta à candidatura de Júlio Prestes. Com a reação popular, Cásper Líbero é obrigado a se exilar. Quando a situação é controlada, o dono do jornal retorna e move uma ação de indenização contra o governo. O dinheiro recebido é utilizado para a construção do primeiro prédio planejado e projetado para abrigar um jornal.

  • 5 de Setembro, 1929

    A Gazeta Infantil

    É publicada a primeira edição do suplemento A Gazeta Infantil, com textos e histórias em quadrinho, dedicados às crianças.

  • 1929

    Criação da Página Feminina

    Cria-se a Página Feminina no jornal A Gazeta, primeira seção feminina dos grandes jornais. As matérias publicadas abordam temáticas de corte, costura, culinária e crianças; mas também valorizam a mulher moderna, que trabalha fora do lar e pratica esportes. Neste mesmo ano, A Gazeta imprime, pela primeira vez no país, uma foto colorida. A imagem mostra a vencedora do Concurso de Miss Universo.

  • 24 de Dezembro, 1928

    A Gazeta – Edição Esportiva

    Para cobrir os eventos esportivos, surge o suplemento A Gazeta – Edição Esportiva, que publica notícias e comentários sobre o esporte no Brasil e no mundo. O caderno possui, inicialmente, a periodicidade semanal e é impresso em tamanho tabloide, no qual cada página mede aproximadamente 43 x 28 cm.

  • 1928

    Campeonato Nacional de Futebol Varzeano

    Em busca da divulgação da prática esportiva, Cásper Líbero cria o Campeonato Nacional de Futebol Varzeano. O termo “futebol de várzea” surgiu inicialmente em São Paulo, quando jovens praticavam o futebol em campos feitos na várzea, ou seja, às margens do rio Tietê.

  • 31 de Dezembro, 1925

    Criação da Corrida de São Silvestre

    Surge, pela primeira vez no Brasil, uma corrida na qual todos (negros, brancos, esportistas ou não) podem participar. A São Silvestre, criada por Cásper Libero, é baseada na March Flambeaux, uma corrida noturna que ocorre anualmente na França.

  • 14 de fevereiro, 1924

    Travessia a Nado de São Paulo

    A Travessia a Nado, criada por Cásper Líbero e pelo Clube de Regatas Tietê, aconteceu pela primeira vez em 1924, no rio Tietê. Sua primeira edição foi realizada por outro famoso clube aquático da época, o Clube Esperia. A prova tinha cinco quilômetros e meio, com saída na Ponte da Vila Maria e chegada na Ponte Grande, pontos amarrados entre o rio Tietê e o rio Espéria.

    travessia-nado

  • 17 de Setembro, 1922

    Transmissão esportiva pioneira

    Cásper passa a irradiar para São Paulo as partidas do Campeonato Sul-Americano de Futebol, através do uso de linha telefônica (no Estádio das Laranjeiras, do Fluminense, no Rio de Janeiro – então capital federal) e de alto-falantes em lugares estratégicos da capital paulista, como o Viaduto do Chá. O campeonato aconteceu no Brasil por ocasião do centenário da Independência do Brasil. O Brasil ganhou o Campeonato na final contra o Paraguai, que aconteceu em 22 de outubro de 1922, com vitória de 3 a 0 sobre o país vizinho.

  • 14 de julho, 1918

    Cásper Líbero compra “A Gazeta”

    O título do jornal A Gazeta é impresso em vermelho. Cásper Líbero, que já colaborava com o jornal, compra A Gazeta. Inicia-se a fase áurea do periódico. Com trabalho e dedicação, Cásper promove reformulações no jornal e faz A Gazeta prosperar.

  • 16 de Maio, 1906

    Adolfo Campos de Araújo funda o jornal vespertino A Gazeta, que traz seções fixas de economia, política, saúde, arte, literatura e um suplemento feminino. A data marca o primeiro dia de circulação do impresso.

    Mais sobre o fundador

    Adolfo Campos de Araújo, fundador do jornal, nasceu em 20 de novembro de 1873, na cidade de Serro (MG). Poeta simbolista e jornalista completo, Araújo estudou Ciências Jurídicas e Sociais, na Faculdade de Direito Largo de São Francisco. Mas sua pretensão sempre foi a de montar um jornal próprio, onde pudesse se libertar do conservadorismo de sua época.

    Apesar de boêmio, Araújo tinha grandes conhecimentos de português, latim e grego. Com seus amigos poetas fundou, em 1896, o jornal A Vida de Hoje, no qual se destacavam colunas como o Cemitério Gaiato. Nela, eram apresentados versos impecáveis de crítica a personalidades e costumes da época. Araújo morreu no início da Primeira Guerra Mundial, em 1915.

  • 2 de Março, 1889

    Nasce Cásper Líbero

    Filho de Honório Líbero, médico e político republicano, e de Zerbina de Toledo Líbero, senhora muito respeitada em sua cidade, Cásper Líbero nasce em Bragança Paulista, interior do estado de São Paulo.

Exibir Mais