12 dicas para pedalar com mais segurança por São Paulo!

.

Neste último domingo (29/06) a ciclovia da Avenida Paulista foi inaugurada, e é claro que a TV Gazeta esteve lá para fazer a cobertura completa deste grande evento da nossa cidade. Pensando nisso, separamos aqui algumas dicas para que os nossos “ciclistas urbanos” tenham uma experiência mais agradável ao deixar o carro em casa e pedalar por São Paulo.

.

1- ILUMINE-SE COMO PUDER!

Existem fitas que refletem a iluminação dos carros, e podem ser compradas em casas de construção. Use-as em roupas e mochilas. Há também piscas e lanternas específicas para ciclistas, disponíveis em bicicletarias. O importante é ser visto, mesmo à noite!

2- CAPACETE, MESMO NO LAZER

Por vezes achamos que o capacete só serve para manobras radicais, mas para um ciclista urbano é indispensável o uso de equipamentos de segurança. As luvas também podem ajudar muito no dia a dia, pois evitam que a mão se machuque na manopla, dão mais firmeza e também esquentam os dedos em dias frios.

3- NÃO NA CONTRAMÃO!

Os pedestres normalmente olham apenas para o lado de onde estão vindo os carros. E os motoristas, também. Em um choque frontal, a velocidade do carro e da bicicleta geram um impacto muito maior. Isso tudo sem falar na importância de olhar sempre a sinalização. Ou seja: não ande NUNCA na contramão!

4- MANTENHA DISTÂNCIA DE CARROS PARADOS

Algumas vezes as pessoas podem estar dentro de carros parados, e ao saírem podem não ver uma bicicleta no retrovisor, ou mesmo nem olham por já estarem estacionadas. Afaste-se das portas, a uma distância que se elas forem abertas, não te derrubem. A distância também evita que você se assuste caso uma porta seja aberta na sua frente.

5- NA DIREITA, MAS NÃO NO CANTO
Nas vias onde não há ciclovia, prefira a faixa da direita, destinada aos carros com menor velocidade. Mas evite ficar muito à direita: é comum carros tentarem ultrapassar sem saírem de sua faixa, mesmo sem o espaço de segurança de 1,5m entre eles e o ciclista – obrigatórios por lei.

6- USE OS PÉS… MAS AS MÃOS TAMBÉM

Sinalize suas ações, especialmente próximo a conversões. É importante que o motorista saiba o que você pretende saber, e às vezes um simples gesto seja a gentileza necessária para evitar um possível desentendimento. Lembre-se: você não tem um pisca-alerta!

#DicasImportantes

  • Sinalize com a mão esquerda em 90º quando for virar à esquerda
  • Sinalize com a mão direita quando for virar à direita.
  • Agitar ligeiramente a mão torna o sinal mais visível.
  • Quando for continuar em frente em um local onde muitos carros viram à direita, sinalize com a mão em 45º, pedindo para aguardar… E sempre veja se o motorista vai mesmo te esperar!

7- PREFIRA CICLOVIAS

Nas vias onde houver ciclovia, utilize-as: elas foram criadas para você. Mesmo que seja um simples quarteirão, é mais seguro andar na sua via exclusiva. Isso também evita que os motoristas achem que você está “abusando” da via e das leis

8- PEDESTRES TÊM SEMPRE PREFERÊNCIA

Se precisar passar pela calçada ou atravessar na faixa de pedestres, o código de trânsito manda desmontar da bicicleta. Isso evita sustos, acidentes e é também uma forma civilizada de compartilhar o espaço. Quer ter prioridade na calçada? Vire pedestre. ;)

9- SINAL FICOU VERMELHO, PAROU!

Pela agilidade da bike, é muito comum percebermos que temos tempo suficiente para atravessar uma via, mesmo quando o sinal está vermelho. Mas podem haver pedestres exercendo seu direito de travessia. Quer mais? Os motoristas se irritam ao ver ciclistas desrespeitando as leis de trânsito. Dê o exemplo!

10- NO CORREDOR NÃO

Em corredores de ônibus, alguns motoristas não têm a menor paciência com ciclistas, porque precisam sair da pista exclusiva para ultrapassá-los e os motoristas dos carros não deixam. Fora que a velocidade dos corredores é muito diferente das vias e das bicicletas. Mantenha distância dos ônibus sempre que possível.

11- O PONTO CEGO

Carros têm pontos cegos. Isso significa que algumas coisas no entorno do automóvel podem passar despercebidas, especialmente as pequenas coisas. Sinalize suas ações quando necessário, e mais de uma vez de estiver numa via muito movimentada.

12- ANTECIPE O QUE OS MOTORISTAS FARÃO

Ficar parado no trânsito pode ser uma tortura para os motoristas. Por isso, existem os que andam em alta velocidade quando há esta possibilidade, os que buzinam quando o congestionamento anda poucos metros, e até os que se lembram que deveriam virar à direita, mas estão na faixa do meio. Direção defensiva é para todos, inclusive para os ciclistas.

.